7. Interlúdio.   Posted by Narrador.Group: 0
Narrador
 GM, 802 posts
Sat 12 Nov 2016
at 14:11
7. Interlúdio
Na calada da noite, o uso discreto de subornos e violência, permite que os aventureiros deixem a cidade em meio à confusão.

Eles traçam uma rota ligeira para Moray, com o fim de buscar auxílio junto aos guerreiros de Canchari. A passagem dos velozes mensageiros imperiais, com suas trompas de conchas marinhas, revela que provavelmente Canchari saberia das novas por outras bocas.

Canchari os recebe efusivamente em seu palácio e comenta que já andava entediado com a vida de governador e a presença do grupo trazia novas emoções para o Império.

Antinanco, agora apelidado pelo povo de Libertador do Templo, é saudado por todos os guerreiros.

Apesar da festa, há um clima decididamente bélico no ar.

Uma enorme festa é marcada para o mesmo dia.

Antinanco e Kizwunba juntam-se aos festejos dos guerreiros e divertem-se com danças e bebida, enquanto as cortesãs de Canchari os massageiam.


A protegida de Canchari que Conor conhecera da última vez, lhe lança sofridos olhares do outro lado do salão.


M'Weru conversa alegremente com um dos atendentes de Canchari.

Eyja passa a noite bebendo e contando estórias de guerra. Já bêbado, Canchari pergunta se ela aceitaria um  presente.


OOC: Para M'Weru e Kizwunba. Quando você gasta mais da metade do tesouro acumulado em uma festa, você ganha +1 XP e um rolamento na pow wow table. Como não estamos contando o tesouro, na prática sempre fazemos isso.

Para todos, descrevam os detalhes da festa para seus PCs.

Conor
 player, 400 posts
 Meio-atlante
 Meio-amizani
Sat 12 Nov 2016
at 15:02
7. Interlúdio
Uma vez mais, Conor se entrega aos festejos com grande abandono. Lembrando-se do quão divertido e prazeroso foi o encontro com a protegida de Canchari -- Qual o seu nome mesmo? -- ele mais uma vez cede aos avanços da moça.
Antinanco
 player, 417 posts
 Guia
 Arqueiro
Wed 16 Nov 2016
at 14:37
7. Interlúdio
Após tanto tempo de intrigas, caçadas e lutas, antinanco finalmente se entrega aos festejos e retribui de maneira um pouco timida a saudação de todos.

Os anos vivendo sozinho, e viajando para onde o vento o levasse o ensinaram muito, mas o convivio com outras pessoas não foi uma das coisas que aprendeu.
Eyja Styrdottir
 player, 372 posts
 Skadian (Einheir)
 Huskalar (Beserker)
Thu 17 Nov 2016
at 00:54
7. Interlúdio
Eyja apesar de tão competente em armas e possuindo a vontade dos guerreiros mais resolutos não imune a agrados e bem depois de tudo que passou achou melhor aceitar o presente.

Agradeço vossa generosidade. diz em resposta.
Narrador
 GM, 804 posts
Thu 17 Nov 2016
at 17:33
7. Interlúdio
Canchari faz um sinal para seus atendentes, que trazem uma concha marinha, do tipo utilizado pelos mensageiros para sinalizar seu caminho.

Este pututu encerra um feitiço - explica o governador - e aquele que o tocar chamará em seu auxílio o seu espírito protetor, me disse o xamã que me presenteou. Porém ele me advertiu que o espírito é obrigado a auxiliar, mas pode se ofender com o chamado. Depois que o auxílio é prestado, nada impede que ele se volte contra quem o chamou. Guarde-o para um momento desesperado.
Antinanco
 player, 418 posts
 Guia
 Arqueiro
Thu 17 Nov 2016
at 19:54
7. Interlúdio
Antinanco ouvindo canchari entregar o presente a Eyja se lembra de uma coisa.

O que faremos com a pedra que recebemos para derrotar guaritopa, será que ela ainda guarda algum poder?

Intrigado ele se levanta e se aproxima de Canchari para falar com ele sobre o assunto, assim que ele estiver disponivel.