8.2 - A Colcha de Muitos Olhos.   Posted by Narrador.Group: 0
Narrador
 GM, 828 posts
Sun 15 Jan 2017
at 19:52
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
Gao Cheng pouco se lembrava de sua infância em Chen-Hai. Seus pais a tinham trazido em uma das levas de imigrantes para as Terras Indomadas, que haviam se estabelecido nas Montanha do Avô, na Cidade Estado de Chen.

Seus pais logo ingressaram na Irmandade do Lobo, uma sociedade de lutadores de todas as raças, que trocam conhecimentos em busca da perfeição física e espiritual. Gao Fu, seu pai, e Gao Jian, sua mãe, eram chamados de O Casal da Tempestade. Desde pequena, Gao Cheng havia sido criada praticamente dentro da sociedade, e desde criança ela tem aperfeiçoado seu kung fu, através de combates sucessivos com diversos guerreiros. Seu estilo próprio de luta lhe granjeara o apelido de "Fúria Gentil". Seu nome já era conhecido na costa oeste das Terras Indomadas, a ponto de as pessoas virem procurá-la para lutar.

Acreditando que a costa oeste já não lhe reservava muitas surpresas, Cheng se juntou a um grupo de comerciantes nativos com destino às Terras Eskadianas, do outro lado do continente. Segundo ouvira, entre os eskadianos e as tribos dos Bosques do Nordeste havia sido criada uma sociedade secreta de lutadores que usavam machados e tomahawks, e Cheng estava curiosa para conhecer a sua técnica.

Os comerciantes haviam ficado para trás, em um de seus entrepostos, e Cheng, que já conhecia a Língua dos Bosques, prosseguia sozinha, pela Península de Michupichu. Porém, antes de deixar seus companheiros, ela aprendera, além da língua local, tudo o que pudera sobre a região.

As tribos nativas das florestas orientais são divididas em dois subgrupos culturais: as tribos das florestas do Nordeste e do Sudeste. Ambos os grupos tribais compartilham um grau de ascendência e patrimônio cultural com predecessores comuns, os antigos Construtores de Montes, um povo lendário, que deixou diversos montes artificiais pela costa oriental.

Estes montes, que se espalham por toda a costa, são objeto de lendas. Alguns são venerados, outros evitados. Há estórias de tesouros incalculáveis e maldições horríveis em seus interiores.




As tribos da Floresta Nordeste consistem em mais de 40 culturas tribais diferentes que  prosperam através de uma mistura de caça, coleta, agricultura e comércio em meio a uma paisagem rica em recursos, onde as florestas têm abundância de caça, e os rios
e lagos de peixes.

Entre as Tribos do Nordeste, os homens costumam se vestir com uma tanga de couro, calças de pele de veado, mocassins de couro de alce e uma capa ou colete de pele de veado (e uma capa de pele de urso ou outro animal peludo no frio). Sachems ricos usam vestimentas mais ornamentadas, com penas de peru selvagem. A maioria dos homens também tem uma bolsa de tabaco pendurada ao redor do pescoço, uma bolsa no cinto para farinha de milho e uma faca. As mulheres costumam usar túnicas de pele de veado. Roupas mais finas são decoradas com bordados com agulhas de porco-espinho e contas dispostos em  padrões geométricos.




Muitas dessas tribos vivem em grandes assentamentos permanentes ou sazonais cercados por palisadas de madeira. Suas casas costumam ser principalmente wigwams abobadados ou ocas compridas feitos de e uma forte estrutura de madeira cobertas com couros, esteiras e casca de árvore. Aqui, grandes cidades muradas se ergueram próximas aos centros comerciais e agrícolas da região, as quais só são rivalizados pelos impérios tropicais no extremo sul.






Historicamente, esta região é relativamente pacífica, devido à abundância de recursos. Além disto, na região há diversas confederações tribais e sociedades secretas que lhe garantem uma grande estabilidade política. Após as inevitáveis guerras decorrentes da chegada dos eskadianos, até estes começaram a ser integrados aos grupos já existentes, e mesmo foram fundadores de outros. Ou, ao menos é isso que Gao Cheng esperava ao chegar...

Ao viajar para o leste, começou a ouvir boatos de más colheitas e caça. Apesar de não ter encontrado com nenhum, ela ouvira falar de grupos de assaltantes e bandidos, tanto nativos como eskadianos, percorrendo as florestas.

Assim, no início do outono, Fúria Gentil chega à Península de Michupichu, cujo relevo é recortado pelos imensos Lago do Espírito, Lago do Cacique e Lago da Serpente. É uma região tida como mágica e cheia de mistérios e com uma cultura de metalurgia mais antiga que a atlante e eskadiana. Segundo os comerciantes que a haviam acompanhado, seguindo para nordeste, pelo Lago da Serpente, ela encontraria caminhos fluviais que a levariam às Terras Eskadianas.

O contraste dos amarelos, vermelhos e marrons da folhagem com o espelho d'água cria paisagens belíssimas, e Gao Cheng aproveita a viagem.



Talvez um pouco mais do que deveria. A shenesa havia perdido o seu caminho. Seus planos eram de chegar antes do anoitecer na vila de Ardu, pertencente à Tribo do Rio Branco. Porém, a noite a alcançara ainda na trilha.
'Furia Gentil' Gao Cheng
 player, 2 posts
 Guerreira Shenesa
 Lutadora de Kung Fu
Tue 17 Jan 2017
at 12:20
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
A região é realmente linda e Cheng se encanta com a paisagem e as cores brilhantes. Infelizmente isso teve um preço, a noite está caindo e ela não está perto da vila onde havia planejado pernoitar. Ela então começa a olhar ao redor, procurando um lugar mais seguro e adequado para passar a noite.
Narrador
 GM, 830 posts
Tue 17 Jan 2017
at 13:26
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos


Gao Cheng para por um instante, para acender uma de suas tochas. A shenesa analisa a inclinação do terreno, confiante que isto lhe indicará um local mais alto, de onde possa descortinar melhor o terreno.

Os salteadores são a maior preocupação. A fauna local tem ursos e lobos, mas estes animais não se aproximam do fogo e Cheng sempre poderia dormir no galho de uma árvore.

"Fùria Gentil" se põe a andar na direção do ponto mais alto. Nisto, em algum lugar próximo na floresta, entre Gao Cheng e o lago, centenas de aves despertam e fogem apavoradas, fazendo com que a copa das árvores balancem.

O que as despertou foi um grito horrível, diferente de um grito de guerra, de dor, ou de alguém que encontrou a morte, o que não seria desconhecido para a shenesa. É um grito primal, de pavor e desespero. Se lhe fosse pedido para descrever o grito e porque ela o percebia assim, nossa heroína não saberia o que dizer, mas o terror nele impregnado lhe penetrou na alma.

O grito é seguido de não mais que um segundo de silêncio, e ela escuta outro, quase idêntico, vindo da mesma direção.

This message was last edited by the GM at 13:27, Tue 17 Jan 2017.

'Furia Gentil' Gao Cheng
 player, 3 posts
 Guerreira Shenesa
 Lutadora de Kung Fu
Wed 18 Jan 2017
at 01:42
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
Cheng fica alerta imediatamente, seu corpo retesado, seus conhecimentos da antiga arte do Kung Fu percorrendo seu corpo e mente deixando-a pronta para o que vier.

Ela segue cautelosamente na direção de onde veio o grito, aproximando-se para ver o que está acontecendo.
Narrador
 GM, 833 posts
Wed 18 Jan 2017
at 14:23
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
Gao Cheng avança pé ante pé, sempre atenta para se certificar que não será vista.

Da direção que veio som, ela está certa de ouvir o tropel de um cavalo e alguém falando em uma língua desconhecida.

This message was last edited by the GM at 14:32, Wed 18 Jan 2017.

'Furia Gentil' Gao Cheng
 player, 4 posts
 Guerreira Shenesa
 Lutadora de Kung Fu
Wed 18 Jan 2017
at 16:30
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
Com toda a cautela, Cheng vai se aproximando do local de onde vem o som, procurando um lugar para se esconder e observar, uma Moita, um tronco Largo de árvore, um pedra grande, algo que permita que ela observe sem ser vista para analisar a situação e os riscos envolvidos.
Narrador
 GM, 834 posts
Sat 21 Jan 2017
at 17:00
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
Psss - ouve Gao Chen, vindo de trás de uma árvore.

Ela se volta e vê um homem, de alguma das tribos nativas das Terras Indomadas.

O homem está com as mãos levantadas, em atitude de quem não quer violência.

Ele traz um arco às costas e duas adagas na cintura e não veste armadura. Sobre as roupas de couro, ele enverga uma grande capa de penas de águia, que lhe adornam a cabeça também.
'Furia Gentil' Gao Cheng
 player, 5 posts
 Guerreira Shenesa
 Lutadora de Kung Fu
Wed 25 Jan 2017
at 01:48
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
Cheng também faz sinal de que não está procurando confusão. Ela só quer saber o que está acontecendo, o porquê dos gritos.

Furia Gentil volta sua atenção para o local de onde veio o grito e demais ruídos, mas também fica atenta ao arqueiro.
Narrador
 GM, 837 posts
Thu 26 Jan 2017
at 13:14
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
O arqueiro faz um sinal para que Gao Cheng não faça barulho.

This message was last edited by the GM at 13:16, Thu 26 Jan 2017.

Narrador
 GM, 839 posts
Thu 26 Jan 2017
at 19:29
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos
Em seguida, mas sem tirar os olhos de Gao Cheng, ele segue na direção de onde veio o barulho, e faz sinal para que a shenesa o siga.
'Furia Gentil' Gao Cheng
 player, 6 posts
 Guerreira Shenesa
 Lutadora de Kung Fu
Mon 30 Jan 2017
at 13:21
8.2 - A Colcha de Muitos Olhos


O arqueiro e a artista marcial seguem pela trilha na direção de onde haviam vindo os gritos, ainda que ressabiados.