Interlúdio II (depois 10 maio)   Posted by DM.Group: 0
DM
 GM, 120 posts
Sat 12 May 2012
at 10:36
Interlúdio II (depois 10 maio)
atenção as regras de postagem.  vamos nos acertando.
John
 player, 20 posts
Sat 12 May 2012
at 22:42
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
após chegarem ao quartel, jhon espera para saber se alberich e arthas foram realmente para o norte ou se ainda estão na cidade.

felipe e sergio digam quando vcs voltam ao quartel
Arthas Stronghold
 player, 16 posts
Sun 13 May 2012
at 20:09
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to John (msg #2):

Ao anoitecer Arthas chama o alberick e voltam para o quartel para dormir

This message was last edited by the player at 10:57, Wed 16 May 2012.

DM
 GM, 122 posts
Sun 13 May 2012
at 23:01
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Após a noite cair o grupo se encontra no refeitório do quartel.

Foi um dia normal na cidade.  Com todos trabalhando, soldados novos treinando e defesas sendo vistoriadas.  Corre o boato que a loja de itens mágicos tem um novo dono.

No quartel, à noite, a chefia tem sido ainda confiada a Argos.  O paladino tem respondido pelo quartel na ausência de Taurus ou do novo capitão da guarda.

o grupo pode conversar à vontade no refeitório.  Vocês continuam sendo os únicos a usarem os quartos.
Silvare
 player, 1 post
Mon 14 May 2012
at 01:39
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Sinvael senta a mesa perdido em seus pensamento, ao verificar que Arthas e Alberich ainda estão na cidade esboça um pequeno sorriso em seus lábios, se debruça na mesa e fala para Arthas e Alberich.


Fico feliz que ainda estejam conosco, nossa incursão não foi o quanto ....eu diria... inútil.

Silvael diminui o tom da voz.

vocês estavam esperando por nós ou algum outro motivo os mantiveram aqui?

This message was last edited by the player at 01:40, Mon 14 May 2012.

Arthas Stronghold
 player, 17 posts
Mon 14 May 2012
at 02:39
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to Silvare (msg #5):

oque????

This message was last edited by the player at 02:40, Mon 14 May 2012.

Alberich
 player, 44 posts
Mon 14 May 2012
at 02:53
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to Arthas Stronghold (msg #6):

O mago não aparenta seu estado natural. Parece algo entristecido, mas não tece nenhum comentário, nem tampouco procura conversa, enquanto senta-se à mesa para jantar. Come muito pouco, e parece mais ocupado em beber.

Alberich mantém o semblante sério, e após o comentário de Arthas, se dirige ao druida:

Um pouco de ambas as coisas, elfo. E, se vc assim o diz, o quão útil foi essa incursão?

Apesar de não o desejar, Alberich sente que sua pergunta pode ter soado algo contundente. Mas não se apressa, e espera a resposta de Sinvael.

This message was last edited by the player at 12:34, Mon 14 May 2012.

Tharival
 player, 11 posts
Mon 14 May 2012
at 13:07
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Tharival, que estava sentado à mesa quanto o druida chegou, ouve a resposta de Alberich e o olha intrigado e diz:

O quanto foi útil? Bom agora tanto eu quanto o Silvael temos uma ideia do que estaremos enfrentado. Não sabemos o que vocês encontraram da primeira vez, mas se tivermos que enfrentar dragões, mesmo que filhotes, precisaremos de todos.

Tharival da um gole no copo de vinho e continua.

O mago da guerra estava do lado de fora da tumba e Jeremy também, e acusou Jon de ser ladrão de tumbas, na verdade acusou todos de ladrões. Mas pelo que vi Jeremy tem esperança não sei em que de que podemos resolver a coisas...
John
 player, 21 posts
Mon 14 May 2012
at 14:20
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
caramba, marcelinho é praticamente um cornwell

neste momento, jhon entra no refeitório roendo uma maça

 boa noite cavalheiros dirigindo-se a todos

um pequeno pedaço de maça voa da boca de jhon e cai a mesa perto de alberich.
jhon se posiciona entre alberich e arthas e coloca uma mão no ombro de cada

meus irmãos, é muito bom ver que você ainda estão aqui, da um alegre sorriso para ambos e continua

a tumba realmente foi aberta, descemos lá e só encontramos corpos, dezenas de mortos vivos iguais aos que enfrentamos, também 2 criaturas diferentes que nunca tinha visto e ainda destroços de 2 criaturas que era impossível identificar o que eram, parece que explodiram, mas apesar disso tharival concluiu que eram pequenos dragões verdes. vasculhamos todo o lugar e não encontramos nada além de corpos, por fim chegamos a uma porta fechada com batentes dourados, mas decidimos não entrar.

jhon de dirige a alberich

achei esta espada junto ao corpo daquela criatura que não conhecia, jhon mostra a espada a alberich,  aparentemente não há nada que a faça diferir da minha, mas eu queria que você a analisa-se, inclusive detectar se existe magia nela.

jhon aguarda a avaliação da alberich
Alberich
 player, 45 posts
Mon 14 May 2012
at 15:12
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to John (msg #9):
O JHON ESTA ROENDO UMA MAÇA?!?!?!?!?! PQP!!!! FICOU LOUCO DE VEZ É ISSO?!? ROENDO UMA ARMA?!?!?!?!? Só falta dizer que é a maça do Tilipe...

Estão todos bem. Boas notícias, pra variar um pouco, hehehe...

Alberich ouve o que os outros dizem sobre a incursão no templo. Mostra-se discretamente intrigado à menção do Mago da Guerra, e não pode deixar de sorrir quando Jhon lhe apresenta sua mais nova aquisição, enquanto dirige o olhar da arma para o clérigo...

Entendo o que ele (Arthas) quer dizer, e não me admira que o Guerra os tenha tomado por saquedores de túmulos, hehehe. Mas Arthas não vai ficar nada feliz.

Dragões, Mago da Guerra, Jeremy? Hum... Esperando vocês? Eles mencionaram algo sobre a abertura do templo?

Duvido que o Mago ou mesmo o Jeremy os tenha tratado com mais respeito do que tem demonstrado. Mas parece que hoje foi um dia de surpresas, pode ser que tenha mais alguma a caminho...

Faz um gesto em direção à espada: Farei isso mais tarde. E dirigindo-se ao druida: Alguma coisa de natureza arcana que atraísse atenção lá dentro, ou nessa tal porta? Vocês a abriram?

This message was last edited by the player at 15:17, Mon 14 May 2012.

Alberich
 player, 46 posts
Mon 14 May 2012
at 15:20
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to John (msg #9):

WILLIE WONKA IRÔNICO AQUI: Então vcs não são saquedores de túmulos? Conte-me mais sobre o que significa invadir um lugar e sair com uma Greatsword e muito dinheiro...
John
 player, 22 posts
Mon 14 May 2012
at 16:04
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
kkkkkk, escrever correndo da nessas merdas, kkkkkkkk, mas não era maça não felipe, era um maçã, ta bom assimm ?, kkkkkkkkkk

jhon olha para alberich e pensa

"Farei isso mais tarde", mas que filho da puta, nem me deu atenção, será que ele iria querer analisar a espada se ela estivesse enterrada em seu peito?

e dirigindo-se a alberich sorrido e com muito carinho

querido amigo, bom... como posso dizer, já que você é o mago de nosso grupo, eu gostaria muito que você analisasse esta espada, pois da mesma forma que anseio que ela tenha características mágicas positivas, me preocupo seriamente de que ela possa ter algum tipo de maldição e neste caso, gostaria de me livrar dela o mais breve possível, razão pela qual gostaria que você a analisasse agora.

poxa felipe só diz que olhou e soltou uma magia "das brabas" que o martinho diz o que tem.

e continua, quanto a porta, não abrimos não e sinvael falou que seu lobo ficou muito inquieto lá embaixo, não é verdade sinvael?  dirigindo-se a este
John
 player, 23 posts
Mon 14 May 2012
at 16:07
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
galera, cliquem em "post a reply" no canto inferior direito para evitar os posts com "In reply to John (msg #9):"
Alberich
 player, 47 posts
Mon 14 May 2012
at 16:40
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
É que o lance é o seguinte, Miguel: uma coisa é dizer se o objeto é mágico, saber MAIS OU MENOS o que ele poderia fazer. Essa informação é muito geral, e equivale à magia que eu tenho, que é "Detectar Magia". Outra coisa é dizer EXATAMENTE o que o objeto faz, e essa é outra magia, "Identificar", que tem um custo associado de uma pérola de no mínimo 100 peças de ouro, além de, se eu não me engano, pelo menos 1 hora de execução.

Então, o máximo que eu poderia fazer agora seria o Detectar Magia, mas não vejo necessidade de fazer isso imediatamente. Assim que der, o Alberich vai fazer, mas a princípio, ele ficou curioso sobre a ida de vcs até lá, e quer saber mais sobre isso.

Arthas Stronghold
 player, 18 posts
Mon 14 May 2012
at 18:09
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Jeremy , mago da guerra !!!
algo muito estranho , o lacre deve estar lá ainda . devem estar nos testando .

Arthas se mantem quieto e olhar fixo a sua refeição

This message was last edited by the player at 19:13, Mon 14 May 2012.

Tharival
 player, 12 posts
Mon 14 May 2012
at 18:39
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Alberich, quanto a porta de batentes dourados o que é exatamente?
Tharival diz se virando para o mago.

E continua.

Tenho q admitir que também "saqueei" a tumba, esta espada estava no local Tharival mostra a longsword ao mago e tenho a mesma preocupação do Jhon. Ficarei grato se usar seus conhecimentos quando puder?


O Miguel tem 50 peça de platina que ele "achou" e paga tudo kkkkkkkkkkk

This message was last edited by the player at 20:53, Mon 14 May 2012.

Arthas Stronghold
 player, 19 posts
Mon 14 May 2012
at 19:49
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Arthas segura a maça ,  tenta agora manter ela longe do jhon já que ele virou roedor de maça rsrsr e fecha os olhos .
Alberich
 player, 48 posts
Mon 14 May 2012
at 22:23
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to Arthas Stronghold (msg #17):

Alberich começa a falar para o grupo, tentando imaginar como seria essa "porta": Não sei. No primeiro templo, havia uma espécie de corredor, mas não me lembro de nenhuma porta. O significado desta poderia ser o mesmo do corredor: o acesso ao conhecimento proibido, o que gera corrupção, e fica logo atrás do selo do poder. Mas talvez soubéssemos mais se a estudássemos com calma e... - Alberich suspende a explicação ao observar o que Arthas está fazendo.

O poder permite o acesso ao conhecimento, o conhecimento leva à corrupção, piorando o que a sede de poder já iniciou...

A porta estava trancada? - pergunta o mago, sem tirar os olhos do clérigo, e quase adivinhando o que está se passando enquanto Arthas se concentra na maça.

Será que não perdemos tudo deste templo, no final das contas? Será que algo poderia ser aproveitado?
Silvare
 player, 2 posts
Mon 14 May 2012
at 22:33
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to John (msg #12):

Sinvael solta um breve suspiro e rapidamente corre o olhar por todos os cantos da sala, após verificar o óbvio de que de fato estavam realmente sozinhos volta a concentrar seu olhar na mesa.

ainda que um pouco perdido Sinvael agora tinha algo no que pensar, não muito concreto tãopouco abstrato demais, mas era alguma coisa em que podia raciocinar e tentar tirar conclusões, embora conclusões precipidadas poderiam custar-lhes a vida como fora previamente avisados.

após ouvir a fala de Jhon Sinvael volta seu olhar fixo nos olhos de Alberich e sériamente responde.

Meu companheiro você estava certo e errado, estava certo pois as defesas destes templos realmente são extraordinárias, mas estava errado em dizer que não sairíamos vivos de lá pois aqui estamos, e agora mais do que nunca vos digo senhores que a nossa separação será a nossa ruína.

sinvael deixa de lado o tentador sabor do vinho e se serve com uma boa dose de chá, dá um longo gole e volta a ecarar Alberich.

de fato tinha algo muito de errado lá embaixo e confirmando o que Jhon disse o meu lobo estava muito inquieto, não sei dizer se era pelo simples fato de existir um grande mal ou caso não for "mal" algo que não devemos entrar em contato, ou se era pelo ambiente de morte espalhado pelo lugar, há suseitas de que este arco seja a tal passagem para obter o conhecimento proibido que vocês disseram antes, e não havia portas trancadas

Sinvael faz um esboço do templo em um pedaço de papel.

This message was last edited by the player at 22:35, Mon 14 May 2012.

Alberich
 player, 50 posts
Tue 15 May 2012
at 13:53
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to Silvare (msg #19):

Alberich passeia os olhos entre seus companheiros, respira fundo, e voltando-se pra Sinvael, sacode levemente a cabeça:

E vocês lutaram contra todas essas criaturas, dragões e mortos-vivos? Quem desarmou as armadilhas? Porque o que eu ouvi até agora foi que nada se mexia lá dentro...

Eu fico muito feliz que todos tenham voltado ilesos, elfo, e com um butim que, eu espero, pague o risco a que se expuseram. Mas ainda acho que foi temerário fazer o que vocês fizeram. Não pretendo diminuir seu feito, mas esse excesso de confiança pode custar muito caro no futuro. Pense bem: se tudo o que vocês relataram ter encontrado estivesse com disposição para impedí-los, quantos teriam ficado para trás?


E volta o olhar para John, sem esconder sua desaprovação.

Mas o que está feito, está feito. Nada se aproveita de uma discussão assim. Minha pegunta é: e agora? - e volta-se novamente para o clérigo.

This message was last edited by the player at 13:55, Tue 15 May 2012.

Tharival
 player, 13 posts
Tue 15 May 2012
at 17:15
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Não meu amigo, nós não lutamos em nenhum momento. Como Sinvael disse e eu concordo, as defesas que lá existiam eram poderosas e ao chegarmos lá tudo estava destruído, haviam apenas carcaças mortas de criaturas e filhotes de dragão verde. Disse Tharival olhando para o mago e continua.

Ninguém ousou tocar na porta, imagino que nenhum de nós tinha o conhecimento para tanto. Mas uma dúvida persiste. É possível o selo do poder estar no lugar e por puro acaso vocês terem sentido a quebra de outro selo? Não seria válido irmos novamente até lá para termos certeza?
DM
 GM, 124 posts
Tue 15 May 2012
at 21:51
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Enquanto o grupo conversa a ausência de Argos é notada, mas não comentada.  Todos sabem que ele está realizando alguns trabalhos por ordem direta de Taurus.

Mesmo não tendo recebido novos barris da vinícola, ainda tem alguns odres de vinho no refeitório. Assim como um fogão aceso que esquenta um pouco o lugar.  A ausência de outras pessoas tem sido uma rotina, afinal ninguém tem ocupado os quartos.
John
 player, 24 posts
Wed 16 May 2012
at 16:39
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
1-   Jhon olha a maça de arthas e lambe os beiços, ooo porra é sacanagem jhon é macho kkkkkkkkkkkk

2-      Quando for escrever minha biografia vou chamar o Marcelinho

3-      Poxa Marcelinho, achei foda a ideia de desenhar a porta em um papel.

4-      Não pessoal, não quero dar para o marcelinho, só achei o cara foda, kkkkkkkkk

Eu sei Felipe, eu só quero que vc de um “detectar magia” nas duas espadas, se não tiver nada tudo bem, fico tranquilo, mas se tiver magia talvez vá procurar o solanus. Você faz o “detectar magia” e o Martinho diz se tem algo. Quebra o galho do seu amigo.


Jhon se dirige a todos, concordo plenamente com sinvael, nossa separação será a sentença de nossa ruína, em razão disso, não gostaria mais de ouvir nosso grupo cogitando a possibilidade de separação. não gostaria mesmo, olhando agora para arthas, qualquer um de nós, sozinho não tem nenhuma chance de enfrentar o que temos enfrentado, somente com união podemos continuar nossa jornada. dirige-se agora especialmente a alberich, realmente alberich, o que esta feito esta feito, não me arrependo de ter descido a tumba e ainda acho que vocês deviam ter ido conosco, nós estamos aqui exatamente para isso, mas vamos deixar isso para lá, não quero mais discutir sobre isso. tenho o apreso de um irmão por você e arthas, morreria por vocês.  e continua, alberich, a porta que encontramos é exatamente como sinvael desenhou, mas não sei se esta trancada, ela estava fechada e nem encostamos nela, não podemos afirmar se estava destrancada ou se estava trancada, observo que todos estão se perguntando se realmente o selo foi aberto e se esta porta realmente seria a do conhecimento que leva a corrupção e se devemos abrir a porta, realmente não sei, lembro-me que acordamos como se o selo tivesse sido rompido, mas não seria nenhum absurdo imaginarmos que o mago da guerra e/ou geremi tenha destruído as criaturas, mas realmente não sei, a única coisa que sei é que não quero ficar em novo impasse de descer ou não descer, deixo esta decisão para você e arthas que são quem tem o conhecimento necessário, se vocês decidirem descer eu me comprometo a abrir a porta, somente gostaria que vocês decidissem o mais rápido possível para não ficarmos estagnados novamente.   
Tharival
 player, 17 posts
Wed 16 May 2012
at 18:14
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Realmente este guerreiro tem muita consideração pelos seus companheiros, o mesmo vinculo que tenho com meu irmão.

Tharival para de beber e se dirige a Jhon.

Você está certo meu amigo, precisamos uns dos outros, eu diria que o paladino deve decidir o que seria melhor mas na ausência dele, por conta das tarefas, acho que Athas deve direcionar nosso caminho. O  que diz clérigo?
Silvare
 player, 3 posts
Thu 17 May 2012
at 01:43
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to John (msg #23):


Sinvael intervém as palavras de Jhon rapidamente..

Jhon meu companheiro não acho que devemos adentrar aquela passagem,  pelo que pude observar as explocações de vocês quando o selo é quebrado é aberta uma passagem para algun lugar onde pode se adiquirir um conhecimento em troca da sanidade

Sinvael solta um suspiro

Não arrisque..desta vez não acho que vale a pena a curiosidade e......se me permitem.... acho que realmente devemos pensar em partir para o próximo templo..

Sinvael aguarda a manifestação do Clérigo requisitada pelo restante do grupo.
Alberich
 player, 51 posts
Thu 17 May 2012
at 02:03
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to Silvare (msg #25):

Parece que não será desta vez. Espero que Arthas não se perca. Espero que eu não me perca...

Alberich assente levemente às palavras de seu amigo de muitos anos, corre os olhos pelo grupo e puxa discretamente para mais perto a arma apresentada por Jhon.

Hoje eu discordo de você, druida. Acho que a chave para tudo isso jaz exatamente nesse conhecimento proibido, no que está atrás da porta. Mas não contenderei por isso. Por ora, faço coro a vocês e esperarei pela orientação de Arthas.

E enquanto o clérigo não sai do seu transe, Alberich murmura algumas palavras num idioma ininteligível, gesticula por sobre a espada, e se concentra por um pouco.

This message was last edited by the player at 02:12, Thu 17 May 2012.

Arthas Stronghold
 player, 20 posts
Thu 17 May 2012
at 11:16
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Arthas olha para todos em sua volta coloca as duas maças na mesaporfavor jhon não as coma preciso delas para combate pls
John
 player, 27 posts
Thu 17 May 2012
at 12:24
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
jhon olha para arthas esperando que este expresse sua opinião quanto a direção que devemos tomar
DM
 GM, 125 posts
Fri 18 May 2012
at 03:08
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
galera, quando postar, esperem a resposta.  E prestem atenção no que vcs estão escrevendo.

O grupo observa tanto Alberich quanto Arthas realizarem feitiços.
Arthas Stronghold
 player, 21 posts
Fri 18 May 2012
at 03:50
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Arthas recolhe as armas com um grande sorriso no rosto .ainda bem que nosso amigo esta segurando a fome dele por maça
Arthas Stronghold
 player, 22 posts
Fri 18 May 2012
at 13:47
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
 Arthas levanta recolhe as armas

engraçado agora vocês falarem de união
 Arthas olha para Alberich
você tem uma memoria muito fraca , para um mago
 ainda olhando para Alberich
Bom caro amigo agora eu irei dormir , amanha se você concordar pretendo ir no templo , ainda estou pensativo sobre as coisas que ouvi .
Bom enfim acordarei bem cedo e partirei logo após minhas orações , esteja preparado .

Arthas olha para o Jhon.
Boa noite a todos.
Arthas se retira
John
 player, 29 posts
Fri 18 May 2012
at 15:21
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
acho que a maça deve estar deixando arthas meio maluco

alguém entendeu para que templo ele esta se referindo?
Alberich
 player, 52 posts
Fri 18 May 2012
at 16:03
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to John (msg #32):

E quem é que esperava que fosse fácil, mesmo? - pensa o mago, enquanto pesa o tem acusatório contido nas palavras de Arthas - Uma corda rompida, e há que se puxar os dois lados...

Após a retirada do clérigo, Alberich se levanta e se prepara para sair.

Acho que ele se referia a este templo daqui. Mas imagino que não voltaremos a esta cidade. - Aponta para as espadas, tanto a de Jhon quanto a de Tarival: Não percebi mágica em nenhuma das duas. Ambas são espadas normais. Descansem bem, e boa noite.

E se retira.
John
 player, 30 posts
Fri 18 May 2012
at 18:44
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
bom senhores, vocês ouviram o mago, vamos nos aprontar, deixem tudo pronto para partirmos amanhã bem cedo. mochila, comida, flechas, armas e armaduras. pensem em tudo antes de irmos dormir para que pela manhã ninguém se atrase. por favor, façam tudo com discrição, não queremos toda cidade sabendo que vamos sair amanhã. discrição pessoal, discrição.

bom, eu realmente não gosto desta cidade, vai ser bom partir.

martinho, o private não esta funcionando aqui. perguntas:
1- argos esta presente?
2- taurus esta no quartel ?

Tharival
 player, 19 posts
Fri 18 May 2012
at 22:59
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Tharival faz uma reverencia e prepara-se para se retirar para seu quarto. Mas antes pergunta ao druida.

Caso queira pode descansar no quarto comigo e meu irmão. Logo cedo estaremos aqui.
E se dirige ao mago.

Obrigado alberich.

Não, não é um momento boiola.
DM
 GM, 129 posts
Sat 19 May 2012
at 05:55
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
Argos não está com vcs.  Ele estava zanzando pela cidade e não retornou de noite.  Taurus não tem vindo no quartel.
John
 player, 32 posts
Sat 19 May 2012
at 15:09
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
(Não, não é um momento boiola.), kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

boa noite então pessoal, vou aguardar mais um pouco por argos para lhe comunicar sobre amanhã.

martinho, estou esperando por argos
Sinvael
 player, 5 posts
Sun 20 May 2012
at 00:40
Re: Interlúdio II (depois 10 maio)
In reply to Tharival (msg #35):

Sinvael se levanta com um olhar confuso após presenciar a postura do clérigo

responde ao convite de Tharival

Obrigado meu amigo mas vou dormir no estábulo com meu companheiro

Sinvael aponta para seu lobo.

Sinvael se dirige para a saída e antes de passar pela porta mumura para si

Mas não foi esse maluco que decidiu o que iria fazer sem levar em consideração seus próprios amigos?

Sinvael balança a cabeça em desaprovação e sai.