Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte.   Posted by Mestre.Group: 0
Mestre
 GM, 160 posts
Tue 28 Nov 2017
at 15:52
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Uma semana após a aparição do demônio, o clima no castelo começa a voltar à normalidade. Embora patrulhas tenham sido mandadas para as montanhas próximas a Arlen Town, nenhuma encontrou qualquer sinal da criatura ou mesmo de circunstâncias estranhas. Mesmo assim, a Guarda Real passou os últimos dias em alerta.

Hoje, Emyric, Josh, Lissandra e Norin foram convocados à sala de reuniões da Tropa, localizada no quarto nível da Torre da Guarda, abaixo dos aposentos do capitão, lorde Galwyn. O andar é dividido em duas áreas, sendo que a sala propriamente dita ocupa uma delas. Ao entrarem, os guardas encontram uma longa mesa com 12 lugares — um para cada membro da Tropa. O tenente Reggy de Lyndstram senta-se à cabeceira e, imediatamente ao seu lado, estão os lugares de Arnon Filho-do-Fogo, à direita de Reggy, e de Lissandra, à esquerda. Os demais assentos são alocados conforme a senioridade do guarda real. Josh senta-se na penúltima cadeira à esquerda, seguido de Emyric. Norin, como o membro mais novo, ocupa a cabeceira oposta a Reggy.

As cadeiras  possuem o nome do guarda específico gravado em seus espaldares, logo acima de um escudo com uma insígnia alocada ao membro. A escolha do símbolo não é feita pelo guarda real, sendo sugerida pelo mestre de heráldica do castelo e aprovada por lorde Galwyn. A insígnia de Lissandra é um escudo totalmente negro; a de Josh, uma espada sangrenta apontando para baixo, sobre um fundo cinza; a de Emyric; dois círculos de corrente entrelaçados, um em cima do outro, sobre um fundo branco; e a de Norin, um vento estilizado (estranhamente parecido com o guarda) soprando sobre um fundo azul celeste.



A sala conta ainda com janelas, alguns armários, estantes e uma escrivaninha. Na parede, um enorme mapa mostra toda a região, não apenas Aldorin, como também a costa e as cidades livres, as florestas de Argost e Valgost, o grande pântano e as montanhas.

Sentado à escrivaninha, está o tenente Reggy, que se levanta quando so guardas adentram a sala. Ele se dirige à mesa e faz um gesto, convidando-os a sentar.


Sargento, guardas. Bem-vindos, diz Reggy e já vai direto ao assunto.

Recebemos uma mensagem de lorde Keiff Waykeeper, senhor de Roadend, que pede ajuda da Guarda Real para lidar com ataques de um troll. Lorde Keiff diz não ter certeza se é um troll muito voraz ou um grupo deles, mas, de qualquer forma, essa ameaça é demais para sua guarnição. Ele já perdeu alguns homens num breve encontro com a criatura.

Normalmente, não enviaria mais do que um ou dois guardas e um complemento de legionários, mas dado os acontecimentos do últimos dias, creio ser prudente pecar pelo excesso. Dama Lissandra liderará essa missão.

Roadend fica a dois dias de viagem para o norte. É o último feudo de Arlen antes das montanhas Cinzentas. Não é um domínio particularmente rico e os Waykeepers eram fiéis vassalos da antiga dinastia Arlen. Apesar de saberem colaborar conosco, os senhores de Roadend gostam de se passar por rebeldes, especialmente na frente de seus paisanos. Evitem incidentes e procurem não desestabilizar a ordem social, mas não deixem lorde Keiff desrespeitar a coroa.

Perguntas?

This message was last edited by the GM at 15:56, Tue 28 Nov 2017.

Lissandra
 player, 74 posts
 Sombra da Morte
 Sargento
Tue 28 Nov 2017
at 16:09
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Assumo que partimos imediatamente. Correto?
Sir Reggy de Lyndstram
Tue 28 Nov 2017
at 16:31
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Sim. Já mandei separar cavalos e mantimentos. Estou destacando um esquadrão de seis legionários para acompanhá-los, responde o tenente.
Norin de Raven Moors
 player, 85 posts
 Guarda
Tue 28 Nov 2017
at 18:02
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Norin não contém uma breve risada e comenta, Lorde Keiff seria... hmmm... pouco sábio se decidisse mostrar seu descontentamento com a coroa após pedir ajuda à Guarda Real.
Sir Reggy de Lyndstram
Tue 28 Nov 2017
at 18:37
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Aprendi que sabedoria e poder não necessariamente andam juntos, sir Norin. Mas deixem-me ressaltar: como guardas reais, vocês são representantes legítimos da coroa aldorina, carregam consigo a autoridade real.

Contudo, Kieff Waykeeper ainda é um lorde e, a despeito da bravata rebelde, sua casa cumpre com suas obrigações de vassalagem. Os Waykeepers merecem o respeito que sua posição lhes concede. Fui claro?

This message was last edited by the GM at 18:41, Tue 28 Nov 2017.

Lissandra
 player, 75 posts
 Sombra da Morte
 Sargento
Tue 28 Nov 2017
at 21:52
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Lissandra, da uma olhada para Sir Josh.

Bastante claro, Tenente.
Norin de Raven Moors
 player, 87 posts
 Guarda
Wed 29 Nov 2017
at 00:25
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Norin pensa um pouco e pergunta a Sir Reggy, Devemos apenas matar a criatura, ou seria do interesse da Guarda interrogá-lo antes?
Lissandra
 player, 76 posts
 Sombra da Morte
 Sargento
Wed 29 Nov 2017
at 00:36
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Lissandra da um pequeno sorriso, algo quase imperceptível, mas é o mais próximo que ela consegue de uma gargalhada.

Vai ser interessante, ver Sir Norin tentar interrogar o monstro.
Emyric
 player, 55 posts
 O Penitente
 Guarda
Wed 29 Nov 2017
at 00:38
Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Certo. Lidar com a criatura e não ofender o lorde. Creio que não será uma tarefa complicada.
Sir Reggy de Lyndstram
Wed 29 Nov 2017
at 00:53
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Norin de Raven Moors:
Norin pensa um pouco e pergunta a Sir Reggy, Devemos apenas matar a criatura, ou seria do interesse da Guarda interrogá-lo antes?

Sir Reggy pondera por alguns segundos, como se tivesse sido pego de surpresa pela pergunta.

Sir Norin, conseguiu me surpreender. Isso não costuma acontecer. É um bom começo para sua carreira na Guarda Real, o tenente declara, num tom levemente menos formal.

Minha primeira reação, dado o histórico de interações com os trolls, seria de que essa questão se quer se apresentará. Essas criaturas são ferozes e parecem só entender a violência. No entanto, sabemos que não irracionais. Isso em si, não quereria dizer muita coisa, mas como eu mesmo disse antes, os últimos acontecimentos nos forçam a ver os problemas sobre novos ângulos.

Sendo assim, se a oportunidade de interrogar o troll aparecer e esta não por os Waykeepers, seus paisanos ou os senhores em perigo, podem aproveitá-la. Mas dama Lissandra terá a última palavra sobre a viabilidade dessa empreitada.


Emyric:
Certo. Lidar com a criatura e não ofender o lorde. Creio que não será uma tarefa complicada.

Da sua boca para os ouvidos de Furdermohr, sir Emyric. Mais alguma dúvida?

This message was last edited by the GM at 00:54, Wed 29 Nov 2017.

Lissandra
 player, 77 posts
 Sombra da Morte
 Sargento
Wed 29 Nov 2017
at 01:08
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Com a pergunta lissandra se prepara para levantar da mesa.

Nos vemos em breve tenente.

Que Ele te guie e apoie

Norin de Raven Moors
 player, 90 posts
 Guarda
Wed 29 Nov 2017
at 18:15
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Norin espera todos deixarem a sala, respira fundo e fala com o tenente, Sir, se não for inoportuno, poderia fala com o senhor? Seria sobre este... hmm... brasão pessoal.
Sir Reggy de Lyndstram
Wed 29 Nov 2017
at 18:33
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Prossiga, sir Norin, responde o tenente.
Norin de Raven Moors
 player, 91 posts
 Guarda
Wed 29 Nov 2017
at 19:52
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Bom, Norin procura as palavras certas, mas não há como contornar, , senhor, quero dizer, o senhor porta a Armadura do Sol Poente, que está representada em seu brasão, a Dama Lissandra, Sombra da Noite, tem seu brasão negro; Sir Josh, a espada sangrenta em acordo com suas habilidades...  é que me parece meio estranho ter um brasão com meu rosto estampado, soprando com as bochechas estufadas.
Sir Reggy de Lyndstram
Wed 29 Nov 2017
at 21:46
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Reggy pondera novamente as palavras de Norin.

Sir Norin, o senhor está ciente de que a escolha do brasão de um guarda real é responsabilidade do mestre de heráldica da coroa? Um homem que dedicou a sua vida a entender os meandros das representações simbólicas da aristocracia? o tenente declara e faz uma pausa, como que esperando que suas palavras sejam assimiladas pelo jovem guarda.

É verdade que ter um escudo escolhido à revelia de sua vontade não é uma prática ortodoxa -- um cavaleiro escolhe seu próprio brasão. Mas os guardas reais não são apenas responsáveis por sua própria imagem. Como disse antes, eles representam a autoridade do rei, daí o cuidado na escolha de seu símbolo.


Quando vi seu brasão, não enxerguei seu rosto, mas, sim, a figura estilizada do vento, de um elemental, talvez. Um imagem apropriada para seus dons, eu diria.

Reggy suspira.

O senhor ganhou um módico de boa vontade para comigo com sua intervenção na reunião, por isso levarei o seu... comentário ao capitão, que decidirá se o mestre de heráldica deve ser informado.

Dispensado, o tenente diz e se vira para sua escrivaninha.

Quando Norin está saindo pela porta, ele fala, sem se virar de volta: Sir Norin, a armadura é do Cavaleiro do Sol Poente e a a alcunha da dama Lissandra é Sombra da Morte. Se o senhor deseja reivindicar uma representação mais fiel da sua pessoa, seria de bom tom estender a mesma cortesia aos seus colegas.

O tom da advertência sinaliza que Reggy não deseja uma resposta do guarda.



No pátio do castelo, os outros guardas encontram os seis legionários já prontos para partir. Há ainda 10 rocins e mais quatro cavalos de carga já com mantimentos e equipamentos adicionais.

Um dos legionários se adianta para falar com a Sombra da Morte.

Bom dia, dama Lissandra. Sou o cabo Casmiro, líder deste esquadrão. Estamos prontos para sair assim que a senhora ordenar.

Emyric
 player, 59 posts
 O Penitente
 Guarda
Thu 30 Nov 2017
at 00:08
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Emyric dá uma olhada nos cavalos e vê um que ao menos tenha ido com a cara dele i.e o que não tenta dar um coice nele.

Bons animais ... Ele diz analisando os mesmos.

This message was last edited by the player at 00:28, Thu 30 Nov 2017.

Lissandra
 player, 79 posts
 Sombra da Morte
 Sargento
Thu 30 Nov 2017
at 00:23
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Excelente cabo, sairemos em 30 minutos, assim que pegarmos nosso equipamento.

Ela se vira para os demais guardas reais.

Sir Josh, Sir Emyric e Sir Norin, nos encontramos aqui no patio, para seguir nossa viagem em 30 minutos.
Mestre
 GM, 171 posts
Thu 30 Nov 2017
at 01:27
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Emyric:
Emyric dá uma olhada nos cavalos e vê um que ao menos tenha ido com a cara dele i.e o que não tenta dar um coice nele.

Bons animais ... Ele diz analisando os mesmos.

Emyric percebe que um dos rocins, castanho com um mancha branca em forma de losango na testa, parece mais dócil.

O cabo acena com a cabeça em resposta à Lissandra e ordena os legionários a se prepararem.
Emyric
 player, 60 posts
 O Penitente
 Guarda
Thu 30 Nov 2017
at 01:59
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Bom vou ficar com este aqui se não houver problema. Acho que vamos nos dar bem. Ele diz para o cabo.
Norin de Raven Moors
 player, 92 posts
 Guarda
Thu 30 Nov 2017
at 11:09
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Norin acena com a cabeça para Lissandra e se apoia na parede num canto do pátio pensativo, mexendo com os dedos como se contasse, Sir Galwyn Raio-de-Prata,  Sir Reggy de Lyndstram; Sir Arnon Flho-do-Fogo; dama Lissandra Sombra-da-Morte; Sir Eirah, o Alado; dama Safyra Mulher-Aranha; dama Alyssa d'Água; sir Josh, o Matador; dama Mira Fantasma; sir Emyric, o Penitente...

Armadura do Cavaleiro do Sol Poente... deveria ser Armadura do Sol Poente e quem a porta seria o Cavaleiro do Sol Poente. Imagina "Eu sou Sir Reggy de Lyndstram! Portador da Armadura do Cavaleiro Sol Poente!" Muito mais simples seria "Eu sou Sir Reggy, Cavaleiro do Sol Poente!" e pronto! Todos saberiam que armadura e ele porta!


Ele cruza os braços e olha para o céu, se remoendo em auto-piedade, Sir Norin, das orelhas pontudas e bochechas estufadas... Não poderia ser um símbolo dos quatro ventos? Ou uma daqueles símbolos espirais antigos? Com a minha sorte meu próximo brasão vai ser um cata-vento!
Lissandra
 player, 80 posts
 Sombra da Morte
 Sargento
Thu 30 Nov 2017
at 14:07
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Lissandra, vai a seus aposentos, pega seu equipamento de viagem que ela já deixa pronto, pois sabe que as missões nunca escolhem a hora de acontecer e estar preparada é sempre importante.

Ela veste uma armadura de couro toda preta, duas cimitarras, adaga e o manto da guarda real.

Em sua mochila, itens básicos de higiene pessoal, muda de roupa, papel e tinta, pederneira, pedra de amolar, anzol e linha, uma caixa com ervas medicinais e tônicos que ela coletou e produziu ao longo dos anos, assim como um kit para tratar de feridos com emplastros, bandagens e ataduras.

Um Saco de dormir enrolado e preso no topo da mochila, cantil e ração seca para dois dias de viagem completam o equipamento de viagem de lissandra.

Ela retorna ao patio bem antes dos 30 minutos para verificar se esta tudo pronto para partirem.
Emyric
 player, 62 posts
 O Penitente
 Guarda
Thu 30 Nov 2017
at 14:29
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Emyric após a escolha dos cavalos decidiu recolher seus parcos pertences para viagem itens mundanos como provisões, tenda, tochas, pederneiras, itens para cura (ervas, infusões etc...), o livro de orações, uma mochila e algo especial tanto que ele retornou ao templo para solicitar era a agua abençoada de Furdermohr e as bênçãos do Deus para sua viagem que estava por vir.

Emyric ainda passa no ultimo unicórnio para despedir-se dos bons Bardal, Bruda e claro de Alana, a bela Alana ... Emyric sabia que se fosse para longe seria perigoso e bem queria ter uma visão agradável que lhe servisse de lembrança antes de partir. Bardal, meu amigo estou partindo em missão junto aos outros guardas e bem não sei o que vou encontrar então vim aqui comprar de você a bebida mais forte que você tiver e claro um almoço que levarei para viagem... Ele diz e contempla Alana sem perceber.
Mestre
 GM, 174 posts
Thu 30 Nov 2017
at 18:13
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Bardal vai até seu depósito e volta com uma botija de porcelana de 600 ml. Ela é branca, mas a base é marrom e a rolha está selada por uma cera âmbar. Na lateral o brasão do famoso alambique Fortuito, de Pingapura, a vila conhecida por produzir uma variedade de aguardentes. Abaixo do escudo, Emyric lê o nome da bebida: Lágrima de Assafraz. O guarda real se recorda que Assafraz é o lendário gênio (elemental, no jargão da magia) do fogo que infernizou a vida dos heróis do início da Idade das Lendas, muitos séculos atrás.

A melhor pinga já feita na história da humanidade, sir Emyric. Mas depois não venha reclamar, quando sua boca e garganta estiverem em carne viva, diz Bardal, rindo e recolhendo as moedas.

Antes que Emyric saia, Alana o intercepta.

Sir Emyric, ouvi o senhor dizer que vai sair em missão e sei que, assim como eu, é um fiel devoto de Furdermohr. Queria lhe dar isso, como forma d eproteção, para que Ele olhe com carinho pelo senhor, a moça conta, abrindo a mão para revelar uma delicada corrente presa a um pequeno símbolo da igreja.

Podemos continuar a cena, Emyric, mas já vou postar o início da missão.
Mestre
 GM, 175 posts
Thu 30 Nov 2017
at 19:18
Re: Tudo Desmorona 1 - Problemas no norte
Meia hora depois, o grupo parte, passando pelo portão e por sob o enorme guincho que ajuda cargas pesadas a subirem pela ladeira que dá acesso ao castelo. Os guardas sabem que uma tática muito usada em conflitos passados é jogar água e sabão no caminho, dificultando, ou mesmo impossibilitando, o acesso convencional ao portão do castelo.

A passagem por Arlen Town é alegre como sempre, com os aldeões saudando os guardas reais, dando-lhes frutas, flores, pães ou outras lembranças. Ao saírem dos limites da cidade, o grupo toma a Estrada Real, antigo Caminho de Arlen, rumo ao norte, deixando os morros da região e o rio Celeste a sua direita.

Os arredores de Arlen Town são coalhados de fazendas e vilarejos, cuja principal razão de existir é alimentar a capital do reino. Trigo, milho, frutas, verduras, gado de corte e leiteiro, tudo pode ser encontrado mesmo a vários quilômetros de Arlen Town. A abundância permanece intacta até  fim do dia, quando o grupo apeia n'A Derradeira, a autoproclamada "última estalagem de Aldorin".



Lissandra consegue um quarto só para ela, e Emyric, Josh e Norin dividem um entre eles. Os legionários, apesar de poderem cear no salão comum, não dormem na estalagem, sendo obrigados a montar suas barracas na grande área atrás do prédio, do lado do estábulos.

Durante o jantar, os guardas reais ouvem dos viajantes histórias variadas que confirmam a mensagem de lorde Keiff. Os relatos falam desde d eum troll solitário , mas raivoso, até um bando ensandecido das criaturas que estaria devastando as terras dos Waykeepers.

Após a refeição, enquanto o grupo saboreia uma caneca de vinho, dois legionários sacam instrumentos musicais: uma pequena sanfona e uma rabeca. Eles se põe a tocar e um terceiro legionário, a única mulher do esquadrão, entoa clássicos populares, como a Balada de Lenora e Rinaldo, uma bela canção sobre a trágica história dos amantes titulares, e Três agulhas e um dedal, uma jiga contagiante que faz com que os outros frequentadores da estalagem logo estejam batendo os pés e os copos no ritmo.

This message was last edited by the GM at 19:32, Thu 30 Nov 2017.